Subscribe Now

Trending News

Entenda como funciona a portabilidade de financiamento imobiliário
Financiamento imobiliário

Entenda como funciona a portabilidade de financiamento imobiliário

É notável que, cada vez mais, a compra de um imóvel tem sido facilitada, principalmente com os financiamentos

Um bom exemplo que vêm atraindo muita gente é a portabilidade de financiamento imobiliário que, basicamente, é a possibilidade de trocar a instituição com a qual se tem a dívida por outro banco. 

Para saber melhor sobre o assunto e, até mesmo, avaliar se é interessante para o seu caso, a seguir responderemos às principais questões sobre o tema. Continue a leitura e confira! 

Como funciona a portabilidade de financiamento imobiliário? 

Se um cliente decide, de fato, fazer a portabilidade de financiamento imobiliário, a nova instituição financeira quita todo o valor restante da dívida com banco escolhido inicialmente. 

Esse pedido pode ser feito ao gerente do banco em que se fará a migração do crédito. Assim, a própria instituição bancária entra em contato com o banco de origem, fazendo todo o processo necessário, como a solicitação dos dados do financiamento. Tudo isso tem um prazo para que o processo seja rápido. 

Quando vale a pena fazer?

Muitas pessoas ficam em dúvida se vale a pena fazer a portabilidade de financiamento imobiliário. E isso é importante, pois é fundamental conhecer todas as condições para entender se realmente a troca pode ser mais vantajosa. Por isso, nesse momento você deve considerar as opções a seguir.

Procurar as melhores taxas

As taxas de financiamentos em sua natureza são altas. Dessa forma, o ideal é escolher a próxima instituição com condições melhores, ou até mesmo, negociar as atuais com o banco de origem.

Avaliar os custos

Apesar de algumas instituições financeiras tentarem cobrar pelo processo de portabilidade, de acordo com a regulamentação n.º 3.401/2006, emitida pelo Banco Central, isso não pode ser feito. 

Portanto, fique de olho nas cláusulas do contrato e, caso haja alguma cobrança, não se esqueça de acionar o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon).

Vale ressalvar que, no entanto, outros gastos podem acontecer durante o processo da portabilidade, como os valores cobrados pelo cartório com o novo contrato. 

Entender as vantagens 

É importante ter atenção também às demais vantagens oferecidas pelo banco para o qual se migrará. Tudo deve ser analisado, pois, apesar de ser possível fazer esse tipo de operação quantas vezes quiser, é um processo burocrático. 

Por isso, estude bem as propostas e veja também as condições que o seu banco de origem tem a oferecer. Isso porque na grande maioria dos casos, a instituição oferece taxas muito melhores para não perder o cliente, o que acaba não valendo à pena fazer a portabilidade. 

Quais cuidados devem ser tomados? 

Para tomar a decisão certa, alguns cuidados devem ser tomados. Para lhe ajudar, a seguir falaremos um pouco sobre cada um deles, veja: 

  • além das condições financeiras, observe o atendimento e assistência da nova instituição com os seus clientes. Lembre-se que isso também faz toda a diferença; 
  • avalie a proposta de vários bancos para entender qual das opções realmente pode ser vantajosa no seu caso; 
  • entenda as condições dos contratos, verificando todas as taxas e tarifas; 
  • se necessário, conte com a ajuda de um especialista em crédito imobiliário para te ajudar a encontrar um banco com as melhores condições, evitando surpresas desagradáveis posteriormente. 

Como é possível ver, a portabilidade de financiamento imobiliário pode ser bastante benéfica com taxas e condições melhores. Contudo, é preciso avaliar bem o contrato e as vantagens para avaliar se é a decisão ideal e também para escolher a instituição certa. 

Como dito, para tomar a decisão mais acertada o ideal é contar com uma consultoria de financiamento imobiliário. Para saber mais, confira neste post as vantagens desse tipo de serviço.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *